Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A mãe não dorme

Mãe que não dorme e que vai trabalhar todos os dias com outros filhos, os alunos! Professora contratada, eternamente contratada! Subscrevam o blog e vamo-nos lendo por aqui!

Mãe que não dorme e que vai trabalhar todos os dias com outros filhos, os alunos! Professora contratada, eternamente contratada! Subscrevam o blog e vamo-nos lendo por aqui!

A mãe não dorme

02
Nov20

Dormir na cama dos pais? Sim ou não?


Vera Garcia

A propósito do sono do bebé e a minha opinião não é especialista, porque não sou médica, é apenas a opinião de uma mãe que não dorme. A minha filha nasceu às 34 semanas em ponto. Duas semanas antes, com o pressentimento de que ela chegaria muito mais cedo do que o previsto, pedi à obstetra que me prescrevesse umas injecções que possibilitassem o amadurecimento pulmonar dela. Assim foi. Quando nasceu, no Hospital Garcia de Horta, prematura, não necessitou de ir à incubadora. A única coisa que lhe fiz, desde o primeiro momento, foi colocá-la praticamente 24h por dia a dormir em cima do meu peito, contrariamente às mães que partilhavam o mesmo quarto comigo. Contacto, é o que eles precisam. Desde que viemos para casa, até hoje, e como é sabido, são mais as noites que não durmo do que outra coisa qualquer. Sinto que ela continua a precisar dessa aproximação, segurança à noite. Diria que 80 ou 90 por cento dos médicos especialistas do sono são completamente contra esta situação. Eu não sou contra, acho que há um tempo para tudo. Aprendi isso e, mais do que tudo, aprendi que o que importa é descansar, seja de que maneira for, sem nos sentirmos recriminados por isso e não ouvindo muito opiniões alheias. Agora...quando a minha filha tinha dois anos e meio, achei que já estava mais do que na hora de ter o seu espaço e eu, o meu. Por mais incrível que me parecesse, aquele bocadinho de independência que lhe dei, ao lhe mostrar o seu quartinho novo, só para ela, tornou-a, de certa forma, mais autónoma. Eles precisam de sentir que têm o seu espaço e precisam de respeitar o nosso, ainda que haja quase todas as noites uma incursão para a minha cama. Como te sujeitas a isso ? Perguntam-me isto tantas vezes...porque sim, porque acho que é o melhor. No entanto, não lhe consigo negar a cama do pai e da mãe em tantas, tantas noites. Não há-de ser assim para sempre...ainda que me custe umas valentes dores de costas no sofá. A mãe não dorme...e nem quando ela tiver 18, dormirei. Aí, já as chatices serão outras...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub