Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A mãe não dorme

Mãe que não dorme e que vai trabalhar todos os dias com outros filhos, os alunos! Professora contratada, eternamente contratada! Subscrevam o blog e vamo-nos lendo por aqui!

Mãe que não dorme e que vai trabalhar todos os dias com outros filhos, os alunos! Professora contratada, eternamente contratada! Subscrevam o blog e vamo-nos lendo por aqui!

A mãe não dorme

30
Jan21

Morte medicamente assistida


Vera Garcia

Pior do que dar uma opinião, é não conseguir ter opinião. E não consigo, porque sou pela Vida. E não consigo porque sou contra o sofrimento. Então, encontro-me nesta dualidade de pensamentos. Depois, penso que ninguém tem o direito de fazer o papel de Deus, ou do Universo, ou da Natureza. Quero pensar que a Natureza chama a si quando acha que deve chamar e que todos os seres vivos deste planeta vivem em constante equilíbrio, uns com os outros e dependem todos uns dos outros. Mas...de repente, assolam-me aquelas imagens profundamente avassaladoras, de sofrimentos atrozes, numa cama de hospital ou, quando os hospitais nada mais têm a fazer e mandam os doentes definhar em casa. Fardos para as famílias. Sofrimento pesado demais para os que estão à volta. Sofrimento sem medida para quem o sente, verdadeiramente, na pele. Alguns têm família, que sofre pela impotência de mais nada poderem fazer. Outros, estão sozinhos...

A Vida... é uma possibilidade, uma oportunidade, um milagre da mãe Natureza, é preciosa. Ansiamos por mais um dia, mais um dia com aqueles que amamos, mais um dia para que não nos deixem, mais um dia para não os deixarmos. Estados vegetativos, doentes terminais que imploram deixar este mundo, por não terem mais forças...a decisão sobre a Vida nas mãos dos políticos. Que, ao menos, cada um de nós pudesse ter decidido, ter dado a sua opinião entre um sim e um não, se é que alguém tem o direito de decidir sobre a vida e a morte. Mas que nos tivessem ouvido, por decência.

Finalizo este texto com a mesma incerteza com que o iniciei. Pior do que dar uma opinião, é não conseguir ter uma opinião. Por egoísmo? Por termos sido doutrinados pela religião católica desde que nascemos? Teremos o pensamento condicionado? Pela possibilidade de vermos só mais uns segundos aqueles que amamos? Egoísmo, novamente? Desespero em agarrar-se a mais um instante? Não ter opinião é ter uma balança equilibrada demais. É um meio termo que aqui não tem lugar, numa decisão de tudo ou nada.   ... 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub