Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A mãe não dorme

Mãe que não dorme e que vai trabalhar todos os dias com outros filhos, os alunos! Professora contratada, eternamente contratada! Subscrevam o blog e vamo-nos lendo por aqui!

Mãe que não dorme e que vai trabalhar todos os dias com outros filhos, os alunos! Professora contratada, eternamente contratada! Subscrevam o blog e vamo-nos lendo por aqui!

A mãe não dorme

12
Fev21

Por detrás da câmera está outra realidade...


Vera Garcia

gritos_thumb%5B6%5D.jpg

 

Ele é uma criança franzina e tem oito anos. Frustra-se rapidamente e não sabe lidar com isso. Chora, amua, faz recusa em trabalhar. Contrariamente, por vezes, é um tanto obsessivo com a perfeição, levando imenso tempo para realizar uma tarefa. À mínima falha ou erro, desaba. Por vezes, é conflituoso com os colegas no recreio e reage muito mal quando chamado à atenção. 

Esta semana, numa das sessões da parte da manhã, com uma turma de 3⁰ ano e, à excepção de dois ou três, os alunos já estavam com os microfones desligados. De repente, a mãe deste menino, totalmente enervada, desata a gritar com ele porque tinha mais do que fazer e que ainda tinha outro filho noutra aula, noutro computador  (sabendo que o microfone estava ligado), bradando em altos decibéis vocabulário totalmente descabido, entre os alhos e os bugalhos e referindo-se a mim como "é esta a gaja de inglês?"... Sim, sou eu minha senhora, não a gaja da taberna ao lado, mas a professora de inglês do seu filho. Não tive tempo de responder, porque a senhora bateu com a porta. Tive tempo, sim, de pedir aos alunos para que tivessem sempre os seus microfones desligados, de forma a que ninguém ouvisse o que se passava nas suas casas. Nenhum deles se riu. Baixaram o olhar, com benevolência e uma certa pena daquele colega que havia passado pela vergonha da sua própria mãe se portar assim, à frente de todos.

Se esta senhora é assim, à frente das câmeras, como será em privado?

Embora não as aceitando, ficaram justificadas as atitudes desta criança em sala de aula dita "normal". Tive vontade de enfiar os braços pelo monitor adentro, agarrá-lo e puxá-lo dali para fora!

Comecei a aula, tranquilamente...e ele interrompeu-me o tempo todo, tal como me interrompe dentro daquela sala com chão de tijoleira desgastada pelo tempo. E eu sei que ele só quer atenção. E, certamente, se eu pudesse, ter-lhe-ia dado apenas um abraço, pois é disso que ele precisa, acima de tudo.

Muitos são os ditados populares que expressam a ideia de que a criança, geralmente, é o reflexo de quem a cria. "Os filhos não saem às pedras da calçada" e há sempre um "porquê" por detrás de certas reacções ou atitudes que vivenciamos diariamente na sala de aula. Por vezes, caimos no erro de criticar a atitude, com uma cara feia ou um ralhete pronto a sair. Não sei se é erro ou se é apenas uma reacção imediata à forma como nos tratam ou tratam os seus pares. O regime não presencial e à distância veio revelar muitas verdades escondidas, que nos envergonham e, essencialmente, nos preocupam. Um pai/mãe educado gera sempre filhos educados; um pai/mãe rude gera sempre filhos rudes. Não são verdades universais, há muitas excepções mas...é algo que se verifica significativamente. Algumas vezes ouvimos aquela pergunta desesperada "Não sei a quem ele sai! Não foi a educação que lhe demos!". E não, nem sempre as classes sociais justificam os comportamentos. Já tive alunos tão carenciados e tão educados e humildes. Já tive outros, com tanta fartura, com conhecimentos de quem tem acesso a várias ofertas culturais, mas tão prepotentes. Não sou psicóloga, portanto faltam-me bases científicas para atestar o que escrevo. Falo do que vejo. É um conhecimento empírico, de sala de aula. Uma criança precisa de tão pouco para ser feliz. Só precisa de ter amor, higiéne, roupa limpa para vestir, não passar fome, ter um brinquedo e ter um ambiente calmo dentro da sua casa. 

 

Imagem retirada do google.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub